Saque Rápido

Com objetivo de alcançar a marca de 300 pontos, o Saque Rápido é uma modalidade do tiro que exige do atleta muita precisão e um imperativo controle de tempo. Em Mato Grosso, a modalidade não segue integramente o regulamento nacional previsto na CBTP, inviabilizando uma possível classificação nacional, o que não afasta o brilho e a competição acirrada entre os nossos atletas no Estado.

A modalidade é estática e dividida em 2 pontos de distância dos 5 alvos (5 a 10 metros). Ao iniciar a prova, o atleta deve estar com as mãos acima dos ombros, arma carregada no coldre, e os disparos devem atingir o centro do alvo.


No primeiro posto (10 metros dos alvos), o atletas realiza 3 séries de 5 disparos cada, com tempos pré-determinados de 8, 6 e 4 segundos, respectivamente. Mais próximo dos alvos (5 metros), é realizada a mesma sequência, porém nos tempos de 6, 4 e 3 segundos.


Parece simples, vez que o vencedor é aquele que atinge maior pontuação. Porém, se o competidor extrapolar o tempo estipulado na série, cada disparo além do tempo, automaticamente ele perde 10 pontos. Ainda existe uma tolerância de 10% do menor tempo, ou seja, 0,30 segundos. Portanto, é preciso total controle do tempo e precisão. Vale frisar que as regras de segurança são as mesmas aplicadas na modalidade IPSC. Até hoje, nenhum atleta no Estado conquistou a pontuação máxima: 300.


Os atletas do Saque Rápido também são classificados por divisões de acordo com o equipamento utilizado, seguindo os mesmo critérios da IPSC.
Caso queira conhecer o Saque Rápido em nível nacional, clique aqui.